Curiosidades Curiosas sobre o Batman!

Muito bem fãs malucos do morcegão (ou não), nessa sexta-feira dia 27 estreia aqui no Brasil o novo e ultimo filme do Batman dirigido por Christopher Nolan, “Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge”.

E pra comemorar e deixar vocês um pouco mais com vontade de ir ao cinema (pra meter o pau depois, porque nunca uma adaptação vai ser realmente fiel em tudo ao original), vou contar aqui algumas curiosidades sobre o homem-morcego, tanto nos quadrinhos como na TV e cinema.

Em maio de 1939, na revista Detective Comis n°27, estreava Batman criado por Bob Kaine(desenhista) e Bill Finger(escritor). Esse último quase sempre esquecido, apesar dos esforços em dividir os méritos da criação por Kane.

No Brasil a primeira aparição foi em novembro de 1940 na revista O Lobinho n°7, apesar de ser uma adaptação, pois os direitos não pertenciam apenas a uma editora, o que por sinal deu origem a diversas coisas bizarras.

Após algum tempo o heróis passou para as páginas da Biriba Semanal, e lá ele foi batizado de Morcego Negro, seu alter ego passou a ser Brubo Miller e a cidade Gotham City virou Riacho Doce e Rio Doce(!?!). Pois é.

Só depois  passou a ser publicado corretamente, mantendo os nomes e a história original, até chegar atualmente onde é publicado pela Panini. (que nem por isso ajuda muito, mas é melhor que nada!)

Uma das coisas mais impressionantes sobre o Batman, é seu incrível leque de supervilões. Entre os mais famosos posemos citar; Oswald Chesterfield Cobblepot mais conecido como Pinguim, Bane, Mulher-Gato (Selina Kyle), Duas-Caras (ex-promotor Harvey Dent), Charada (Edward “Nygma” Nashton), Senhor Frio ( Victor Fries), Espantalho (Jonathan Crane), Hera Venenosa (Dra. Pamela Lillian Isley), Ra´s Al Ghul e claro o Coringa.

Se você não sabia, o Coringa foi inspirado num ator chamado Conrad Veidt, mas a inspiração de Bob Kaine pra definir o visual veio no filme mudo de 1928 The Man Who Laughs (O Homem Que Ri) onde o ator interpretava o personagem Gynplaine. O visual era perturbador, justamente como o Coringa idealizado por Bill Finger, tinha que ser. Confira ai…

Quando o Palhaço do Crime fez sua estreia em 1940, na primeira revista própria do Batman, a sua semelhança com o personagem do filme era inacreditável.

Nesse novo filme veremos pela segunda vez nos cinemas o vilão Bane.

Mesmo que eu me recuse a lembrar daquela monstruosidade que fizeram com o personagem no filme que nem sei porque foi feito, Batman & Robin de 1997.

Bane foi criado em 1993 por Chuck Dixon. Sua história é triste e perturbadora.  Bone nasceu numa prisão na ilha de Santa Prisca, Caribe. Na sua infância passou a ser cuidado por um padre jesuíta, o qual assassinou anos mais tarde. Aos 8 anos matou pela primeira vez, e sua vitima foi um criminoso que queria usa-lo como moeda de troca na prisão.

Bane não deixou de aperfeiçoar suas habilidades naturais mesmo estando preso, dedicou-se à leitura de diversos livros, modelou seu corpo no ginásio da prisão e aprendeu a lutar para poder se defender de outros prisioneiros.

 Em certa ocasião, Bane desentendeu-se com outro prisioneiro e acabou sofrendo um acidente, que o deixou em estado de coma. Teve visões do seu futuro e descobriu que o medo de um morcego poderia impedi-lo de conseguir seus objetivos. Tornou-se obcecado pela leitura sobre Gothan City (lugar que, assim como a prisão, era comandada pelo medo) e sobre seu guardião.

Inevitavelmente, sua resistência acabou chamando a atenção dos administradores do presídio, que o forçaram a tornar-se cobaia em experimentos com uma misteriosa droga viciante, conhecida como Veneno, a qual havia matado todas as cobaias anteriores. Bane sobrevive e tem sua força consideravelmente aumentada. Porém, necessita tomar o Veneno a cada 12 horas (através de um sistema de tubos que bombeiam a droga diretamente para o cérebro), sob pena da reação adversa enfraquecê-lo ao extremo.

Após fugir da prisão, Bane resolve enfrentar aquele que ele considerava a causa de seu medo, Batman. Sabendo que seria uma loucura enfrentar o morcegão sozinho e que provavelmente perderia pra ele, Bane então usando sua super força, quebra as paredes do Asilo Arkham, com isso vários dos mais perigosos vilões de Gothan fogem. Isso acaba por sobrecarregar Batman, que após três meses de caçadas ininterruptas, Bruce volta exausto pra batcaverna onde encontra Bane sentado lhe esperando. Nessa luta Batman acaba perdendo e tem sua coluna quebrada por Bane, ficando assim paralitico por um bom tempo.

Mas nem só de drama vive o morcegão, ele também é conhecido por sua vasta lista de paixões e conquistas, entre elas a vilã Mulher-Gato, onde os dois vivem uma espécie de atração fatal.

Mas Bruce também teve outros romances como Julie Madison, sua primeira namorada; Rachel Caspian, com quem chegou a se casar e quase deixou o manto do morcego; e a fotografa Vicki Vale, que chegou a ser interpretada no cinema por Kim Basinger.

Claro que não podemos esquecer o seu romance ainda não resolvido com a sua parceira de Liga das Justiça, Mulher-Maravilha.

De todos seus romances, a que chegou mais longe foi  Tália Al Ghul, filha do vilão Ra´s Al Ghul. Com ela Bruce chegou a ter um filho chamado Damien Wayne, o qual recentemente nas novas histórias do morcego, se tornou o novo Robin.

Pois é, e olha que de Robin o Batman entende (huuuuuuuuummmm). Já tiveram Cinco personagens que se tornaram Robin. Em 1940 surgiu o primeiro Robin, que foi Dick Grayson, acrobata de circo que ficou órfão após seus pais despencarem do trázio sabotado por um bandido. Bruce o adotou e o treinou. Após passar pela faculdade ainda como Robin, se tornou líder dos Novos Titãs e após varias divergências com Batman pôs fim a parceria e se tornou um outros herói, agora com o nome de Asa Noturna.

Na década de 1980 um novo garoto viria a se tornar o mais trágico de todos os Robins. Jason Todd foi “recrutado” por Batman após ser pego (pasmem vocês) “roubando as rodas do batmóvel”. Foi trágico sua passagem como Robin porque em dezembro de 1988, a DC Comics, depois de convocar os leitores para decidir o destino do personagem numa votação por telefone, esses votaram pela “Morte” do personagem, e isso aconteceu durante uma armadilha feita pelo Coringa, e Jason não obedecendo seu mentor (como sempre fazia) foi sozinho enfrentar o palhaço, que acabou com sua vida a golpes de “pé-de-cabra”

Terminando numa das cenas dos quadrinhos mais famosas de todos os tempos, com o Batman carregando o corpo de Jason

Um novo Robin só veio a aparecer em 1990, quando Tim Drake descobriu a identidade secreta do herói. Após a morte de Jason, Batman tomou certas precauções com o novo Menino-Prodígio, fazendo ele usar uma espécie de “colete a prova de balas” e ainda evitando de leva-lo em missões mais perigosas. Tim chegou a ser substituído temporariamente por Stephanie Brown, uma garota que combatia o crime como a vigilante Salteadora. Hoje Tim atua sozinho como Robin Vermelho.

E como disse, o atual parceiro do morcego é seu filho Damian Wayne.

Agora vamos pular um pouco pra outras mídias. Na televisão Batman teve algumas séries, mas a mais famosa e lembrada até hoje é sem duvida a série da década de 1960, onde vemos um Batman meio gordinho, interpretado por Adam West e um Robin muito ingênuo interpretado por Burt Ward.

O seriado foi exibido originalmente de 1966 até 1968, teve 120 episódios. Todo o programa era uma espécie de “sátira consentida”. Tudo ali beirava o ridículo, desde um Batman gordinho e um Robin que sempre começava suas falas com um “Santa…(alguma coisa) Batman!”, além de seus inúmeros equipamentos, cada um mais estranho que o outros, como por exemplo o “Bat-Repelente de Tubarão”, até um Coringa com bigodinho por baixo da maquiagem, esse interpretado por Cesar Romero.

A série ficou muito conhecido no Brasil por ter  sido reprisada inúmeras vezes por varias emissoras. Mas ficou muito mais lembrado por sua “dublagem caseira” feita na década de 1980 e divulgado na internet a partir de 2003, você pode conferir um  pouco mais sobre isso AQUI………

Já nas animações, Batman estreou Sete séries próprias totalizando 341 episódios, ainda chegou a aparecer em outros desenhos como, Liga da Justiça e até mesmo Scooby-Doo.

Desde sua primeira aparição em desenhos animados, em 1968 até os episódios de Batman – Os Bravos e Destemidos de 2008, Batman teve varias caracterizações diferentes, como versão retro e até futurista, no desenho Batman do Futuro (ah vá!!!).

Mas a sua melhor adaptação pra animação feita até hoje é sem duvida Batman – A Série Animada de 1992.

Essa série tinha um tom bem pesado, e apresentava ao publico uma versão do heróis mais parecido com os quadrinhos, e também mais violento e calculista. Um dos grandes fatores para o sucesso da animação era sua sequencia, onde os episódios muitas vezes seguiam uma cronologia, e chegavam a fazer referencias em episódios mais a frente da série, isso aconteceu também porque o desenho foi se reformulando e melhorando, com a participação de vários personagens dos quadrinhos.

Outro motivo para o sucesso, foi a dublagem, e dessa vez vou falar que não só a dublagem americana para a animação foi boa, porque a versão Brasileia ficou infinitamente melhor que a original, o dublador Marcio Seixas fez um trabalho incrível com Batman e Bruce Wayne, ele conseguia mudar muito bem o tom da voz para cada momento do personagem. Já na versão gringa, menção mais que honrosa para o ator Mark Hamill (é meus queridos, ele mesmo, o eterno Luke Skywalker de Star Wars).

Vamos agora ao cinema, Batman teve até agora oito adaptações para a telona, a primeira foi em 1966 em um longa derivado da série de TV, com Adam West no papel principal.

Depois em 1989 veio o tão aguardado Batman – O Filme.

Dirigido por Tim Burton, Batman ganhou uma versão bem sombria, o que agradou e muito aos fãs do personagem, pra muita gente uma das melhores versões dos Homem-Morcego (inclusive pra mim…). Batman foi interpretado por Michael Keaton (apesar de ser conhecido como um ator de comédia e ser um pouco baixo) e o vilão do filme foi o próprio Coringa interpretado incrivelmente por Jack Nicholson.

Nicholson aliás foi o mais se deu bem com o filme, porque além do cachê, ele pegou uma parte dos lucros nas bilheterias e merchandising. Pra se ter uma ideia, o filme custou 48 Milhões de Dólares e arrecadou cerca de 400 Milhões de Dólares.

Isso fez com que Burton voltasse a dirigir um segundo filme em 1992 chamado Batman – O Retorno.

Novamente temos Keaton no papel principal, mas dessa vez são dois vilões, O Pinguim, interpretado por Danny DeVito, incrivelmente caracterizado como uma aberração dos esgotos, e também tivemos uma Mulher-Gata super sensual interpretada por Michele Pfeiffer, alias a melhor Mulher-Gato até agora, isso porque me recuso a acreditar que aquele filme Mulher-Gato, interpretado por uma Hally Berry bem sexy, eu concordo, mas num filme terrível tenha realmente existido.

E teremos também uma nova versão nesse novo filme interpretada por Anne Hathaway, mas que por enquanto não posso dizer muito a não ser que ela ta bem gostosa

Depois tivemos mais duas versões para o cinema, mas dessa vez nas mãos do diretor Joel Schumacher, Batman – Forever e Batman & Robin, de 1995 e 1997 respectivamente. O primeiro com Val Kilmer como Batman e Chris O´Donnell como Robin, e novamente dois vilões, Duas-Caras interpretado por Tommy Lee Jones (mesmo que imitando o tempo todo Jack Nicholson e seu Coringa) e um Jim Carrey como o Charada histérico e muito maluco. Era o Inicio do Fim dos filmes de Batman na década de 1990.

Isso porque o próximo filme acabou de vez com tudo, temos só coisa estranha nesse filme, onde o Batman agora é interpretado por George Clooney (apesar de fisicamente ser muito parecido com Bruce Wayne), novamente Chis O´Donnell como Robin e novos vilões. Além do Banemencionada antes, que nesse filme virou um capanga e motorista da Hera Venenosa aqui interpretada por Uma Thurman, temos também o Senhor Frio interpretado po ninguém menos que Arnold Schwarzenegger, com inúmeras tiradinhas como “vou quebrar o gelo dessa converssa”….(putz!!!). Tem também a gracinha da Alicea Silverstone como Batgirl, mas que ficou apagada com tanta coisa maravilhosa que acontece durante o filme, como por exemplo o incrível, “Bat-Cartão de Crédito”.

Então em 2005 temos de volta aos cinemas o morcegão com tudo renovado e a promessa de uma trilogia que termina nesse ano de 2012.

Batman – Begins é primeiro filme do Homem-Morcego dirigido por Christopher Nolan e um novo rosto para o papel principal, agora temos Christian Bale. Como Vilão do filme o ator Liam Neeson interpreta Ra´s Al Ghul além de Cilian Murphy como Espantalho.

Esse novo filme mostrou um ar mais realista, onde todos os aparelhos usados por Batman durante o filme realmente parecem poder funcionar num mundo real. Batman aparece muito mais sombrio e é mostrado todo seu caminho até virar o vigilante de Gothan City,seu treinamento, suas empresas, onde ele cria algumas fachadas para justificar os gastos com seus equipamentos.

O filme arrecadou um total de 370 Milhões de Dólares no mundo todo.

Isso ajudou para que o segundo filme de Nolan fosse feito.

Batman – O Cavaleiro das Trevas, estreou em 2008, novamente com Bale no papel principal, e vários outros atores de volta, como Morgan Freeman (Lucius Fox), Gary Oldman (Tenente Gordon) e Michael Caine como Alfred Pennyworth.

Mas dessa vez temos Aaron Eckhart como o promotor Harvey Dent, que viria a se tornar o vilão Duas-Caras, por causa das ações do Coringa, que aliás aqui aparece como um maníaco homicida, maluco, criador do caos e completamente perigoso. Magnificamente interpretado por Heath Ledger.

É impossível não comparar o Coringa de Ledger com o de Jack Nicholson, mas como sempre achei, é complicado comparar os dois, porque nenhuma das duas versões daria certo se estivessem trocados nos filmes, o Coringa de Nicholson nunca encaixaria nos filmes de Nolan, e o mesmo vale para o de Ledger. Cada um é perfeito no seu contexto.

Como todos sabem, esse filme teve um momento trágico, pois o ator Heath Ledger faleceu após as filmagens, por misturar antidepressivos com outros medicamentos. Provavelmente um dos motivos que fez as pessoas irem conferir sua atuação.

Alias deixo aqui pra vocês a cena de abertura do filme, que já apresenta o personagém para o publico, e deixa bem claro o tanto que ele é insano.

O filme arrecadou no mundo todo a incrível quantia de mais de 1 Bilhão de Dólares, tornando-se a maior bilheteria em filme de heróis e na época a maior arrecadação em estreia com a quantia de 154 Milhões (perdendo recentemente para o filme dos Vingadores).

Agora é esperar e ver a nova versão que estreia nessa sexta feira dia 27.

Nessa ultimo filme, Christian Bale retorna como Batman, entre outros atores, como Gary Oldman, que dessa vez ja foi promovido a Comissario Gordon (e não mais Tenente), temos também Anne Hathaway como Mulher-Gato e Tom Hardy como Bane.

Espero que tenham gostado, claro que deixei muita coisa de fora, mas com o passar do tempo teremos novos assuntos sobre o Batman, e mais coisas pra apresentar a vocês.

E como última curiosidade, desde 2002 a revista Forbes, especializada economia fez uma lista com as 15 maiores fortunas dos personagens de ficção. De 2006 pra cá, a lista tem sido atualizada anualmente. Na versão mais recente de 2012, Bruce Wayne aparece em oitavo lugar com respeitáveis 6,9 Bilhões de Dólares na frente até mesmo do Tony Stark (cachaceiro)…

@benatogomes

Anúncios

Um comentário sobre “Curiosidades Curiosas sobre o Batman!

  1. opensadorxyz.blogspot.com.br disse:

    Ben Afleck vai ter que suar a camisa para ser um Batman aceitável em 2015, pois agora temos a referência do ótimo trabalho de Chris Bale para comparar…

    Curtir

Pipoca aí, pode escrever!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s